Lançamento de livros

A Biblioteca do Cotuca realiza periodicamente lançamento de livros de escritores ligados à comunidade do Cotuca ou indicados por integrantes da comunidade. Entre alguns dos lançamentos, estão:

Lançamentos do livro Poesia pra encher a laje, de Renan Inquérito (2016)

Renan é MC, poeta e mestre em Geografia pela Unicamp, além de ex-aluno de Mecatrônica Noturno no Cotuca. Foram realizados dois lançamentos do livro, um para o público do noturno (lançamento programado originalmente) e outro para os estudantes do período diurno (agendado após pedido dos alunos). Fotos:

 

Lançamento do livro Infância Roubada, organizado pela Comissão da Verdade de São Paulo (2015)

O livro “Infância roubada: crianças vítimas da ditadura militar no Brasil”, organizado pela Comissão da Verdade “Rubens Paiva”, do estado de São Paulo, foi lançado no Colégio Técnico da Unicamp (Cotuca), na última terça-feira (26/05). O lançamento foi organizado pela Biblioteca Prof. Ricardo Regazzini Verçosa e pelo Departamento de Humanidades do Colégio. O livro narra lembranças da infância dos filhos de militantes contrários à ditadura, hoje adultos. Os relatos incluem memórias de prisão, exílio, torturas, múltiplas identidades, entre outros sofrimentos vividos durante a repressão do regime. Saiba mais na matéria, ou no site da Unicamp.

Lançamento do livro Corpos em quatro atos, de Ana Carolina Mundim (2013)

Ana Carolina Mundim, ex-professora do Cotuca, lançou uma série de poemas que falam de Corpos em Quatro Atos, título que dá nome ao  livro. A obra reúne quatro capítulos: “Um corpo”, “Dois corpos”, “Silêncio” e “Metamorfose”. Esse trabalho é também resultante do seu grupo de pesquisa Conectivo Nozes, o qual contempla o tema corpo/espaço, desenvolvido entre 2007 e 2013. É o segundo livro da autora. O primeiro foi Dramaturgia do Corpo/Espaço e Territorialidade. Os poemas, cheios de sensibilidade, abordam a relação do espaço com o corpo, presente até mesmo na forma com que o texto é colocado no papel. O material traz a dimensão de um olhar um pouco mais afetivo sobre as relações e sobre as conexões que podem ser estabelecidas entre as pessoas, segundo Ana Carolina. “O resultado está sendo altamente positivo, pois se trata de uma poesia intensa que toca as pessoas”, acredita. Há, na obra, poemas em espanhol, que visam trazer um distanciamento por meio do idioma para depois reaproximar o leitor. Outros assuntos abordados enfatizam as relações interpessoais e as conexões feitas pelas pessoas entre o meio virtual e o real. As ilustrações do livro foram efetuadas pelo artista visual Elinaldo Meira e o prefácio foi escrito pelo professor do Instituto de Artes (IA) da Unicamp João Francisco Duarte. Leia mais na reportagem do site da Unicamp.